Desistir jamais!

Oi oi meus amores!!!

Quem é vivo sempre aparece né!?

Nem vou começar com aquele blá blá blá de que eu tava sem tempo, de que meu peixe tava com febre, de que a unha quebrou… e todas as justificativas que vocês já conhecem sobre a minha ausência por aqui e pelo Youtube.

Na verdade, vocês já sabiam o que estava acontecendo, só que como lindas que são, não falaram nada, apenas esperaram passar… E passou! Sempre passa né!

Esses dias vi inúmeros vídeos de meninas que eu acompanho, relatando sobre depressão, síndrome do pânico, entre outras coisas… Fiquei triste por elas, mas conforta saber que outras pessoas entendem bem o que você passa. Eu não tenho essa coragem de gravar um vídeo expondo os meus medos, minhas dores… Tem muita gente por aí torcendo pela nossa queda. Admiro a coragem e o coração aberto das meninas que contaram suas histórias.

Eu sofro com essa tal de ansiedade generalizada desde os meus 15 anos. Na verdade, desde sempre, mas com entendimento desde os 15. A minha ansiedade gerou uma síndrome do pânico, que gerou uma depressão profunda. Não foi fácil. Não é fácil. Ir para a escola, enfrentar as mudanças da adolescência para a fase adulta, e  tantas outras coisas foi uma longa caminhada.

Resolvi escrever, em vídeo, além da falta de coragem, eu me emocionaria demais.

Quero passar coisas boas nos vídeos, ser engraçada, sorrir, te fazer sorrir.

Isso, você que sempre curte minhas fotos, que comenta nos vídeos, que sempre esteve aqui presente. Você, leitora querida, uma amiga virtual, que nem que eu tentasse muito conseguiria devolver tanto carinho.

Resumindo, a minha história é claro, de repente a sua é até parecida, e acredite não vai ser fácil escrever as coisas que passei, não foi fácil aceitar e superá-las.

Nascida em 1984, numa manhã de quarta feira, depois de uma longa noite de muitas contrações, minha mãe teve um parto difícil, meu pai não a quis levar para o hospital pela madrugada, assim que as contrações começaram. Ela esperou calada, sofreu. Mais de preocupação do que de dor. Mas nasci, feia, verdade! Fiquei bonitinha depois de alguns meses. Nasci parecendo um filhote de porquinho. hahahaha (descontrair né!)

1 ano e 9 meses depois de nascida meus pais se separaram. Na verdade eles já estavam separados a tempos… Quando fiz 1 ano minha mãe soube da traição dele. Não gosto de falar de terceiros, mas é a minha história, não posso mudar os personagens.

Ele, com dois filhos pequenos, traiu minha mãe com a aluna dela. Minha mãe amava o pai mais que a ela mesmo. E essa ainda não é a pior parte da minha história.

A vida e seus mistérios…

Crescer sem pai foi difícil, mas a minha mãe foi, e é incondicionalmente completa, ela fez e faz tudo por mim e meu irmão. Não existe palavra pra descrever a força que ela teve.

O tempo passou um pouquinho, lá pelos meus 5 anos, não lembro ao certo, criei uma barreira nessas lembranças. Minha mãe teve seu primeiro relacionamento depois do meu pai. E veio a segunda traição. Não, ele não a traiu com outra, ele a traiu na alma.

Fui molestada. Durante vários anos. Por várias noites. Dias. E não podia falar nada.

Esse relacionamento não deu certo. Ela conheceu outra pessoa.

Já com meus 10 anos, fui molestada novamente. Dessa vez bem pior. Ele era agressivo, tinha uma arma, batia na minha mãe.

Claro, depois de muitas brigas, eles terminaram.

Aos quinze, tive minha primeira crise de pânico. Pensei que fosse morrer. Mas hoje entendo que foi ali que comecei a me libertar. Cresci me sentindo diferente, na minha cabeça eu era a única no grupo das amigas que era “suja”. E quanto mais eu amadurecia, mas eu tinha nojo de mim e de quem me tocou.

Quando comecei a fazer terapia, lá pelos meus 17 anos, em meio a muitas crises, eu contei pra minha mãe o que eles fizeram. Pude sentir a dor dela naquele momento.

Nunca a culpei, aliás, ela foi tão inocente quanto eu. E hoje eu só consigo contar a minha história, depois dos relatos que tive de tantas outras meninas e meninos, que são abusados diariamente por essas pessoas doentes.

Em 2014, burra velha já (rs), mas carregando todas as minhas dores, cheguei a desistir de mim. Não por querer morrer, mas por acreditar que eu jamais ficaria curada. Minha vida era resumida em: fase tomando remédio, e fase não tomando remédio.

Até que nesse ano, eu, no meu ápice do desespero clamei a Deus com todas as forças que ainda restavam, clamei por um mover, por um sinal, por uma solução. Não fazia mais sentido viver com tanto sofrimento.

Foi aí que tudo começou a se encaixar. Conheci duas médicas incríveis, que definitivamente me tiraram do fundo do poço. A mão de Deus me pegou pelo braço, me mostrou o nome da médica que eu deveria ir, esta que me atendeu no mesmo dia, não por conscidência, mas porque Deus havia separado aquele encaixe para mim. Ela me encaminhou a psicóloga e ali, naquele consultório, depois de muitas lágrimas, muitas revoltas, eu entendi que não posso mudar a minha história, que não vou deixar de sentir medo, ansiedade, pânico, mas aprendi a lidar com eles.

Nesse dia, eu soltei a corda que carregava todo o peso do meu passado. Hoje, ele não dói mais, ele é a minha bagagem de experiência para ajudar outras pessoas.

E como sempre, a vida nos surpreende, as vezes com uma surpresa boa e as vezes nem tanto, no ano passado veio o meu divórcio. Só quem passou anos casado, construiu uma vida, fez planos, sabe a dor que é uma separação…

Aí não teve como, precisei desse tempo longe. Aparecia de vez em quando,  não as abandonei completamente!

Nesse mês do setembro amarelo, campanha contra o suicídio, eu precisava compartilhar com vocês um pouquinho da minha história. Todos temos cicatrizes, mas nenhuma delas vale a nossa vida.

A dor nos fortalece, nos torna mais sensíveis, só na dor podemos entender o real sentido da vida. Se ame, se cuide, busque a Deus sempre. Eu digo pra você, com muita firmeza em meu coração, vai passar!

Gravar vídeos para o Youtube, ter um blog, só faz sentido pra mim se for pra ajudar.

E bora enxugar as lágrimas, que ainda vamos compartilhar muitos momentos aqui, os bons e os ruins. Vamos rir e chorar juntas, aprender, crescer, e principalmente, não desistir!

Um beijo enorme!

Raquellmake ( Raquel Martinez)

                                       Vídeo novo no canal toda terça, quinta e sábado!!!

por-maior-que-seja

 

 

Deixa eu te contar porque estou solteira[…]

12670873_954211501330342_3966644259586034366_n
Primeiro tira da tua cabeça essa ideia vazia de achar que estou infeliz. Depois se despeça desse discurso de que quem muito escolhe acaba sendo escolhido. Quer saber porque estou solteira? Bom… Não quero embarcar em uma viagem com alguém carregando as bagagens do passado, não quero conhecer outro mundo se ainda não consegui conhecer o meu.
Não quero machucar o coração de ninguém com as minhas incertezas, não quero falar do passado, nem lembrar dele. Não estou machucada, não estou magoada, só que de tanta coisa que acontece na vida da gente, chega uma hora que cansa entende? Não estou numa fase de sair “tentando” dar certo, quero que dê certo sem ficar perdendo tempo com alguém que não perde um segundo pra me ligar e saber como estou.
Não quero investir meu tempo com alguém que não investe o seu em mim, que não se importa e que só machuca. Entende? Eu tô feliz assim, pra que me decepcionar mais uma vez? E se eu quiser terminar de ver a minha lista de series? E se eu quiser viajar, conhecer o mundo, aprender um novo idioma, conhecer novas pessoas, outros lugares…
Na verdade é isso que eu quero. Na verdade eu tô solteira porque eu quero mais… Eu quero alguém que não me prive de viver, que divida suas dores, que me veja como abrigo e que me acolha com um abraço quando eu não estiver bem. Na verdade quero alguém que aumente minha lista de séries com suas dicas e que fique comigo em um sábado à noite, final de mês, quando a grana está curta e eu não to afim de sair. Eu quero alguém que não tenha vergonha de me assumir pros amigos e que não tenha medo de compromisso. Quero alguém que goste de mim pelo que eu sou. Não por comodidade, por sexo, por status.
Não estou esperando o príncipe encantado – eu sei que é isso que você pensa- e daí se ele não abrir a porta do carro pra mim e não vier em um cavalo branco?
E daí se ele não pagar a conta do jantar sempre que sairmos e querer ver um filme em casa porque está sem dinheiro pra sair? Eu sinceramente não estou esperando por isso.
Não estou esperando alguém pra pagar a conta, não estou procurando alguém pra me levar pra sair todo dia, me levar de carro pra todo lugar e que sempre me dê presentes.
Sou independente. Tenho meu carro. Meu dinheiro. Minha vida.
Não quero jóias, roupas caras, perfumes caros, jantares caros, carro luxoso. Não é isso que procuro em alguém, até porque se pra você essa é a concepção de homem perfeito (rico) se isso é o que caracteriza um príncipe, eu definitivamente prefiro sapos.
Quero alguém que eu diga: Vamos? – vamos!
Quero mais… Muito mais. Quero alguém que me inclua nos seus planos, que me irrite na mesma proporção que desperta o meu amor. Que seja inteiro, intenso não precisa ser perfeito. Quero alguém pra tomar um sorvete em um domingo a tarde e depois ver um filme pra não deixar o dia tão tedioso. Alguém que me respeite e respeite os outros. Alias respeito é algo fundamental. Pode me buscar de bicicleta eu não ligo, pode rachar a conta comigo eu não me importo. Se teu carro tiver ruim, eu te busco.
Pode escolher o filme e comprar o dogão eu vou adorar.
.
Eu tô solteira porque relacionamento não é tentativa, não é oportunidade é investimento.
Eu tô solteira porque estou bem assim, porque não quero alguém pra diminuir, quero alguém que venha para somar.
Então para com esse discurso chato de que preciso de alguém, para de me perguntar “Nossa, mas você é tão bonita e tá sem ninguém?” para de querer me empurrar pra alguém, ficar passando meu telefone e querer dar uma de cupido, isso é extremamente chato, acredite. Quando eu tiver interesse eu vou atrás fique tranqüilo, pouco me importa se você acha isso inadequado para uma garota. Pode deixar que quando acontecer eu vou saber o que fazer, não precisa ficar me perguntando quando vou assumir ou trocar o status do facebook. Isso não lhe diz respeito. Eu tô solteira porque sim, porque quero, porque estou bem assim.
Eu tô solteira porque chega uma hora que você cansa de acreditar, cansa de criar feridas e de se recompor. Tô solteira porque as vezes a gente precisa de um tempo só nosso e de não ter ninguém ocupando o nosso pensamento, travando o nosso tempo.
Se for pra namorar e só brigar, viver chorando, se magoando, se for pra namorar pra trair, pra sofrer, pra não ter respeito eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra escrever textão no facebook mas na verdade viver uma mentira, eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra ter alguém pela metade eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra deixar de ser quem sou, ter que mudar meu jeito, meus gostos e não ter meus defeitos aceitos eu prefiro ficar solteira.
Eu tô solteira porque mereço muito e quero muito. Estou solteira porque não quero alguém que faça do meu passado um presente e dos meus erros um açoite. Não, eu não quero qualquer coisa, qualquer pessoa, qualquer sentimento, qualquer história, qualquer frio na barriga… Eu tô solteira porque não quero ninguém do meu lado pela metade, sou inteira e intensa demais pra isso. E pra finalizar, eu não estou escolhendo eu estou esperando.
Esperando o tempo de Deus pra mim.

2015 – Já acabou Jéssica?!

Oi oi minha gente, eu não sei como foi ai do outro lado, mas aqui 2015 foi aquele ano que tudo, mas tudo mesmo aconteceu!

Vim deixar algumas palavras, pensamentos, agradecimentos, pra vocês!

Há um tempo atrás eu separei algumas coisas para fazer antes de completar 30 anos, quem lembra? Acontece, que você até planeja a vida, mas ai vem o acaso e joga tudo pro alto…

Sabe aquele plano de 2 anos atrás de entrar no mar a noite? Aconteceu ontem… não foi planejado, aliás, foi o acaso mais perfeito, uma das noites mais incríveis que já tive!

Um calor de maçarico, que a noite parecia que a lua era sol… Olhei pro mar, aliás, esse ano a praia virou quintal de casa… Não tinha nem onda… Deu medo aquela imensidão azul, só a lua iluminando, mas tava pedindo um mergulho! Tava tudo tão perfeito, que qualquer detalhe além poderia estragar…

Então, o destino que me desculpe, mas o acaso é a melhor parte da vida!

Essa parada de “tudo está escrito” de “nada é por acaso”, não faz mais tanto sentido! Se for pra acontecer…sério? Deixar aquilo que você quer de verdade na mão do destino não é só uma grande bobagem, como também uma tremenda preguiça. Ninguém me tira o acaso, ninguém arranca as minhas vontades. Eu poderia ter ficado em casa, aliás, eu queria ter ficado em casa. Mas escolhi sair. Não foi o destino, fui eu e a minha vontade de ir e arriscar. Esse futuro certo de “DESTINO”, a gente espera sentado, sem frio na barriga. Já o acaso pede que você se movimente, durma tarde e não espere nenhuma certeza em troca, porque pode ser hoje, como pode não ser.

E eu não estou entrando no mérito religioso, onde Deus já tem escrita toda a sua história. Até Deus te deu o livre arbítrio, Ele te deu o direito de escolha. Pensa nisso!

Mas voltando ao último dia do ano…

Sempre gostei dessas grandes datas, os fogos, a expectativa, os desejos…. A energia boa que cada pessoa transmite, só de desejar algo novo!

Acabei  de tomar um café e tá um solzão lá fora, parece que vai ser um dia bom. Estou tendo dias legais ultimamente ou começando a dar mais atenção para eles. A gente percebe tão fácil quando é um dia ruim, ficamos tão apegados a esses dias.

Mas hoje não. Hoje o carinho no cachorro vai ser mais demorado, vou na padaria a pé e pelo caminho mais longo,  encontrar alguns amigos a noite para beber e rir sem pressa. Vou ouvir todas as músicas que me fazem bem e mal, sem medo.

Hoje a noite vou olhar pro céu e lembrar de tudo que vivi esse ano: as mágoas, os sorrisos, os amigos que fiz e que perdi, os momentos bons e os ruins.

Foi um ano de muitas mudanças, de muito aprendizado.

Perdi pessoas especiais, amei outras que não mereciam, fiz amigos de balada e amigos que vou levar pra vida toda. Revi pessoas distantes, me distanciei de pessoas que nunca achei que me decepcionariam…

Brinquei, dancei, ri, me diverti… teve noites que adormeci chorando e teve outras que o olho nem fechava de tanta felicidade.

Lembro que na última noite de 2014, sentada na sala, sozinha, eu pedi a Deus uma mudança. Pedi com tanta fé, pedi acreditando, pedi com lágrimas nos olhos… E Ele ouviu!

Eu mudei, e não tem como voltar a ser como era antes! Mas quem não muda?

Me despeço de 2015 com muito carinho, foi um ano que o meu mundo virou de ponta cabeça. Descobri que sou forte, aliás, e que força! Descobri que não nasci pra desejar o mal, que o meu compromisso de dar é muito maior que o de receber.

Perdoei… Aprendi a esperar…Descobri que estar sozinha é uma companhia e tanto!

Recebo 2016 de braços abertos, dando aquele abraço apertado, de tirar o fôlego!

Que venham novos aprendizados, novos amigos, novos sorrisos, e quem sabe um novo amor!

Só não pode vir mais doguinhos, que aqui tá super lotado!hahaha

Mas se vier eu dou um jeito, sempre dou!

Agradeço a vocês minhas leitoras e amigas, pela companhia e carinho durante todo o ano.

Desejo um 2016 repleto de muita fé, força e saúde, pra continuar nessa longa estrada da vida.

Que a mudança maior seja no nosso desejo de querer e fazer diferente.

Acredite sempre, dê o seu melhor, deixe o sorriso mais bonito, o carinho mais sincero, a palavra mais amiga. Ajude! Ame! Brinque! Sorria! Mas se precisar chorar, chore!

Não espere reconhecimentos, não crie expectativas, faça o que tem que ser feito, faça bem feito. Viva!

A vida sempre se encarrega de trazer o melhor!

Separei uma seleção de fotos, é gostoso ver a mudança, e ela veio de dentro pra fora!

Um beijo enorme! ❤

425988_442529672552712_856262425807856648_n.jpg

11390198_834485196636307_125959121333058279_n

12373266_935207233230769_572444136470931599_n

Perceberam a mudança? =)

 

Volteiii!!!

10 anos depois… hahahahaha

Olá meus amores, finalmente um post no blog! Não, eu não abandonei vocês! Apenas estava afastada… Pra quem não sabe, me separei em janeiro e de lá pra cá as coisas ficaram um pouco confusas…

Nenhuma separação é fácil. Mas tô me saindo bem, vivendo um dia de cada vez, aceitando aquilo que não posso mudar.

Quem me acompanha no Instagram (segue lá @raquellmake), sabe que eu mudei. Ou melhor, voltei a ser o que sempre fui. Sei que algumas de vocês se perguntam porque acabou, o que de fato aconteceu, se eu sai da igreja… Com o tempo tudo será esclarecido. E não, não me afastei de Deus, me afastei das falsas ideologias, do evangelho deturpado, da mentira pregada… Quem me acompanha sabe que nunca levantei bandeira de religião, sou a favor daqueles que amam a Cristo e tem a Deus em primeiro lugar.

Estou feliz e isso basta. Voltei pra ficar aqui no blog, e se preparem, coisas novas estão por vir.

Tenho feito o meu máximo pra gravar e postar vídeos. Tô com a vida mega corrida, e o tempinho que me sobra aproveito pra sair um pouco (afinal eu mereço rsrs).

Mas separei um espaço reservado na minha agenda pra me dedicar a vocês. Meus amores, que sempre estiveram torcendo por mim. Só tenho a agradecer por todo esse carinho que recebo.

Tem vídeo novo \o/

Vem assistir e matar um pouquinho da saudade! Amooo vocês!

4º Encontro de Blogueiras S.A

Olá amores, tudo bom?

Aqui está tudo ótimo, ainda mais depois que fiquei sabendo que as lindas Bianca Andrade e Raka Minelli vão estar no EBSA desse ano!!!

hahahahaha juro, fiquei assim!

É o primeiro ano que participo, esse é o 4º Encontro de Blogueiras, e clarooo quem for aqui do RJ já está convidada! Vou adorar conhecer todas vocês!

A Bianca é a Bianca né gente! Uma personalidade, ouso dizer que ela chega a ser um personagem, de tanta autenticidade que essa guria carrega, nem sei se vou conseguir dar um abraço e tirar foto, vou tentar prometo hahaha, mas só de ver ao vivo já vai ser super legal! A Raka é um amor antigo, quem me conhece desde o começo sabe, que o primeiro vídeo que vi foi o dela!!! Uma carioca com sotaque próprio, uma voz que eu adoroooo (pq tem as que não gostam), uma guria linda de viver e que admiro muitoo! Assisti todooosss os vídeo dela, admiro demais! Acompanho a Raka desde o comecinho, meus presentinhos para essas blogueiras lindas já estão separados!!!

E você que me acompanha aí do outro lado do pc? Também quero te conhecer! Para se inscreve basta clicar aqui!!!

A Simone Aline, responsável pelo evento é super atenciosa, basta se inscrever e aguardar a confirmação!

Confira Aqui e confira toda a programação!

E claro, não vai faltar vlogs e vídeos para vocês!

Chega logo dia 24!!!

#EBSA

#juntossomosmelhores

1510567_393085414163805_535235491223119416_n

 

Acredite!

Olá amores, vamos conversar?

Hoje é domingo, dia de vida cristã aqui no blog, vamos falar de fé sim, mas vamos conversar como amigas. Quem me acompanha a um tempo já sabe da minha sinceridade e espontaneidade em tudo que faço, apenas sinto e venho expressar para vocês. Somos iguais acredite, também tenho meus medos e monstros para lidar.

Eu separei com carinho um vídeo pra mostrar o quanto eu sei (mesmo sem te conhecer) que você é capaz. Quando pequena eu tinha muitos sonhos, já quis ser bailarina, até fiz aulas, mas precisei parar por não ter quem me levasse. Sempre amei a dança, é a forma como o corpo se expressa. O tempo foi passando, e assim como esse sonho de ser bailarina, outros foram ficando para trás.

Quantos sonhos de menina você abandonou?

Quando somos pequenas dependemos de alguém para nos ajudar a realizar aquilo que queremos, nossos pais ou os que são responsáveis por nós, não são culpados por não realizarem, precisamos entender a vida corrida que tiveram. Temos o hábito de colocar no outro as frustrações que temos, e isso é errado. Sim é errado.

Eu não sei qual é a sua idade, se você é uma adolescente ou uma avó já, sei que se você chegou aqui para ler esse post, já está em idade de lidar com seus próprios sonhos e frustrações.

Quando eu era pequena…. quando? Esqueça o passado. Levamos a criança que fomos em cada passo que damos. Chame a sua criança para conversar. Hoje você é adulta, pergunte para ela o que deseja fazer, do que deseja brincar. Qual sonho ficou sem ser realizado? Realize para ela!

Hoje eu não vou entrar em uma aula de ballet, até porque meus sonhos mudaram, mas as minhas frustrações precisam ser resolvidas, não vai ter o glamour de dançar para uma platéia de final de ano, mas vai ser engraçado. Posso me vestir de bailarina, colocar minhas sapatilhas e dançar, posso ser um cisne ou uma borboleta… Hoje posso ser o que eu quiser, sem precisar de outro, hoje posso fazer por mim.

Hoje eu posso. Então a minha criança ficará feliz e aos poucos ela vai crescendo. As vezes deixamos de amadurecer por conta dos sonhos não realizados, vamos lá, chame a sua criança para conversar, o que ela quer fazer? Faça por ela. Faça por você!

Não deixe o mundo ditar as regras, dizer que você não pode ou que não é capaz. Você pode tudo. Você pode ser o que quiser. Hoje você é adulta para correr atrás. Quando eu comecei um canal no youtube, eu não sabia a diferença entre um pincel de pó e blush, então me esforcei para aprender, me dediquei, e continuo aprendendo.

Acredite em você. Eu acredito.

Quando me disseram que eu era uma “limitada” ,”incapaz”, eu provei que posso, que mesmo sendo difícil, eu arrumei forças para lutar por mim, por acreditar na minha capacidade.

Não desista nunca de você, lute pela pessoa mais importante: você mesmo!

Um domingo abençoado a todos.

 

Louca, louquinha… ???Não!

Olá pessoal, quem me acompanha sabe que eu não faço “rodeios” para falar de determinados assuntos, dou a minha opinião e pronto, sem medo!

A revista Glamour desse mês, fez uma matéria totalmente “over”, de modo singelo mostrou o perigo da droga, mas fez uma referência totalmente positiva para o uso desta.

Estamos falando da MDMA ( metilenodioximetanfetamina)

Pelo nome da bonita você já nota o estrago!

O MDMA é um cristal alucinógeno que vem ganhando destaque nas baladas e eventos. É totalmente incolor, inodoro e insípido, pode ser misturado na água e surte um efeito bem parecido com o Ecstase : euforia, sentidos aguçados e muita sede. Na verdade o MDMA é a forma mais pura do ecstase.

A revista retrata a vida de uma estilista que utiliza a droga e vive muito bem. Ela diz ter nojo de pó (cocaína) e diz que cair bêbada está fora de moda.

Prefiro o MD porque não mexe radicalmente com meus sentidos. É como se estivesse com a cabeça nas nuvens, mas com os pés fincados no chão. Diz a estilista paulistana.

Celebridades como Lady Gaga, Madonna, Miley Cyrus, usam ou já foram amigas da Molly ( como a droga é carinhosamente chamada).

Então, a revista me chamou tanta atenção pela matéria, que eu achei válido o post, já que o carnaval está chegando e as baladas são os momentos de “esvaziar a mente”

Galera, não é um conselho, é um alerta! Cuidado com o que você bebe, com o que te oferecem como “super legal” e “na moda”. É mais perigosa que o “boa noite cinderela”!

Não sou a favor de balada e nem de bebidas alcoólicas, não estou em posição religiosa aqui, falo como blogueira, aproveito o espaço para transmitir a informação. Achei o cúmulo, a revista fazer esse tipo de matéria como o “crack do rico”. Ela trouxe a informação sim, mas deu como título : “Louca, louquinha…”

A revista mais lida na Europa e que coloca como garota propaganda a Camila Coelho, perdeu o meu respeito, colocando uma matéria tão sedutora assim, as véspera do carnaval.

Droga é droga! E quanto mais estimulante, maior o efeito rebote. Antidepressivos devem ser usados com acompanhamento médico, o tratamento é longo e precisa ser retirado de forma lenta e cautelosa. O uso causa dependência e danos irreversíveis.

A revista trata o efeito rebote como “day after”,coloca a seguinte colocação de um psiquiatra:

Na festa você está soltinha, amiga de Deus e o mundo, mas no dia seguinte… ai,ai,ai!

Pode parar o mundo que eu quero descer! Onde vamos chegar? Mães, estejam atentas ao que os seus filhos leêm!!!

A revista faz o alerta sim, mas na minha opinião deixou muito mais um clima de “interesse” no ar. Pois, qual o objetivo de colocar em uma revista vista por jovens e adolescentes, que de dia você pode ser uma mera integrante da sociedade, e a noite uma louca insandecida…

#compartilhe

consumo_de_drogas

drogas_lisday

droga4

winehouse_468x524